HOME DO BLOG

Verão: a caminhada pode ser uma ótima atividade física

Quem disse que praticar atividade física precisa ser só na academia? Você, que é uma mulher independente, trabalha fora e tem a agenda lotada, não precisa desanimar. Afaste já essa vida sedentária incluindo a caminhada no dia a dia.

Especialistas apontam que a caminhada é um dos melhores exercícios físicos para perda de peso. Estudos mostram que caminhar três vezes por semana entre trinta e quarenta minutos por dia ajuda a controlar e prevenir hipertensão, diabetes e problemas cardíacos, além de gerar bem estar físico e mental.

Para obter resultados mais rápidos de emagrecimento, caminhar todos os dias acelera o processo: é bom lembrar que a caminhada como exercício funciona melhor se a pessoa andar mais rápido do que como se anda normalmente.

Veja a seguir algumas dicas do Viva Sem  Menstruar para aproveitar o verão com muito mais prazer!

1. Vá a pé para o trabalho – Se seu destino está a menos de 2 km, deixe o carro na garagem. Você escapa do estresse do trânsito e ainda não polui o ar. De quebra, se exercita. Também economiza o dinheiro do combustível.

2. Almoçou fora? Volte andando - A caminhada ajuda na digestão e evita aquele sono depois das refeições. Você volta ao local de trabalho mais animada e produtiva. Experimente!

3. Leve seu cachorro para passear mais vezes – Além de ser uma ótima forma de distração, você dedica mais tempo ao seu bichinho de estimação e ainda interage com a natureza.

4. Prefira a escada ao elevador – Difícil escolha, né. Mas tente incluir esse tipo de exercício aos pouquinhos dentro da sua rotina. Seu condicionamento físico melhora e você ajuda a economizar energia. Depois de algumas semanas, já sentirá diferença na disposição.

5. Faça pequenas compras caminhando – Economizar dinheiro é sempre bom: abdicando do carro, você passa a comprar apenas o necessário. E poupa até um pouquinho de gasolina.

6.  Passeie mais no fim de semana – Resista à tentação de ficar largada no sofá de sexta a domingo. Uma caminhada no parque revigora e alivia o estresse da rotina da vida diária.

Fontes: Papo feminino e M de Mulher 

Inchaço e desconforto não precisam fazer parte do seu verão

O verão está chegando e é momento de se sentir bem para aproveitar os dias de sol intenso. Se você vai viajar para a praia ou para o campo, nada melhor do que passar bons momentos, com disposição e saúde. Ou seja, verão não combina com os sintomas da TPM, como cólicas, inchaço, dor de cabeça, irritação etc. Uma forma de se livrar desses sintomas é parar de menstruar e o melhor método é a contracepção contínua. Se você tem dúvidas, pergunte ao seu ginecologista.

Nem todo inchaço, no entanto, é sintoma da TPM. Há outros fatores que fazem com que as mulheres tenham dificuldade de exibir uma silhueta exímia e dificultam a perda dos quilos a mais.

Por que isso acontece? Os motivos variam desde o uso de bebidas alcoólicas até a intolerância alimentar, passando por problemas hormonais e alimentares.

Fonte: M de Mulher

Na medida da dieta: opções para quem não gosta de jantar

Pular refeições não é recomendado para quem deseja emagrecer ou seguir uma orientação nutricional saudável, mas você pode adaptar a alimentação ao seu paladar. Quem chega muito tarde do trabalho ou, simplesmente, não gosta de fazer um jantar completo, pode encontrar outras opções pouco calóricas para este momento do dia.

A tendência é que ao final do dia nosso metabolismo comece a diminuir de velocidade, necessitando de menos energia. Neste caso, refeições leves são as indicadas. Confira algumas sugestões:

Sopa - Escolha alimentos que ajudem a alcalinizar o sangue, facilitando a eliminação de toxinas e gorduras, como gengibre, cardamomo, limão, ervas frescas ou desidratadas, alho poró, aipo, brócolis, couve, couve flor, abobrinha, espinafre. Nada de sopa industrializada, caldos em tabletes, carnes gordas, massas e batata inglesa. Legumes, aveia, quinoa, carne magras e vegetais folhosos verde escuros são bem-vindos.

sopas

Omelete - Omelete com salada é uma excelente opção para um jantar leve. A porção do omelete para uma pessoa deve ser de duas claras e uma gema com recheio de queijo branco, legumes e folhosos, cogumelos salteados, peito de frango desfiado ou soja texturizada. Você também pode adicionar espinafre, brócolis, alho-poró, ervas desidratas, cebola roxa, tomatinho cereja e palmito.

Sanduíche - Um sanduíche bem equilibrado promove saciedade e não compromete a dieta. Pão integral, pasta de soja, atum, alface, tomate e cenoura é um bom exemplo para substituir o jantar. Você também pode trocar o pão pela massa pronta de wrap, que possui menor quantidade de carboidrato. Inclua uma colher de sopa de azeite, amêndoas semi tostadas, castanhas, sementes de girassol ou de abóbora sem sal, chia ou macadâmia torrada.

Shakes e smoothies - São bebidas que permitem muitas variações, mas a base para o preparo deve ser leite desnatado, fruta congelada para dar mais cremosidade, cereal ou sementes de aveia, linhaça e chia. Inclua uma colher de sopa de colágeno em pó. As frutas vermelhas combinam muito bem com este tipo de preparação. Elas são leves e possuem boa carga antioxidante.

shakes

Fonte: GNT

Para estética ou tratamento, você conhece os benefícios da massagem?

Após um dia estressante, nada melhor do que uma massagem para aliviar a tensão e relaxar a musculatura, pois o estresse causa o cansaço mental e também o físico. As regiões do corpo que são mais afetadas pelo estresse são os ombros e as costas, que ficam contraídos, causando dor e desconforto.

Quando uma massagem é aplicada, os movimentos feitos aliviam as dores e relaxam a musculatura, por esse motivo ficamos relaxados e o nível de serotonina aumenta, promovendo uma sensação de bem-estar e tranquilidade.

A serotonina é uma substância produzida naturalmente no cérebro. Um neurotransmissor que está ligado diretamente à alteração do humor e ajuda a regular o sono, por isso muitas pessoas buscam alcançar melhora para o problema de insônia por meio de massagens.

Existem diversos tipos de massagens que beneficiam vários pontos do corpo. Confira!

post2

 

Conheça os tipos de Yoga: exercício para a mente e o corpo

Pesquisas realizadas por entidades como a Universidade de Boston, nos Estados Unidos, e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), comprovam: a Yoga é uma excelente aliada no combate a males típicos da vida moderna, como o stress a ansiedade e a depressão. Prática milenar surgida na antiga civilização Hindu Védica, com origens remontando à quase 3 mil anos antes de Cristo, a Yoga é basicamente um conjunto de ensinamentos de diferentes técnicas de postura, respiração, relaxamento e meditação, que busca o equilíbrio total do ser humano, nos aspectos físico e mental. Seu nome vem da palavra em sânscrito para “unir” ou “religar”, e o objetivo mais profundo da Yoga é religar o Homem à sua essência.

Nestes milhares de anos de história, se desenvolveram centenas de ramos da Yoga. Alguns, como a Raja Yoga e a Mantra Yoga, se dedicam mais à meditação e ao aspecto mental. Os mais conhecidos por aqui, como a Hatha Yoga, a mais praticada, e suas ramificações Ashtanga, Iyengar ePower Yoga, exploram mais o físico, com exercícios de postura, alongamento e controle da respiração. Para as mulheres, a Yoga é muito indicada pois une o condicionamento físico, deixando seu corpo mais bonito e elegante, à redução da ansiedade e mais equilíbrio emocional, tão necessário principalmente com a TPM e outros sintomas ligados à menstruação.

Conheça as soluções para evitar a má digestão. Na dúvida, pocure um gastroenterologista

Apesar de não considerada uma doença, a má digestão é um assunto bastante sério. O principal sintoma é quando nos sentimos “pesadas” ou inchadas, com desconforto abdominal e algumas vezes dores fortes no estômago.

Mas atenção! Nem sempre as dores indicam má digestão. Essa é a causa de muitos diagnósticos tardios que podem levar a problemas de saúde mais sérios. Portanto, quando a dor abdominal persistir, vale a pena procurar um médico para um exame mais detalhado. Somente ele terá condições de investigar se as dores podem ser sintomas de:

Gastrite: inflamação das mucosas que revestem as paredes do estômago;

Úlcera: ferida que pode aparecer em várias partes do organismo, inclusive no estômago;

Síndrome do Intestino Irritável: a “SIR” é um conjunto de manifestações gastrointestinais que não são associadas a qualquer causa bioquímica ou estrutural. Ainda hoje é uma doença de causa desconhecida;

Gastroenterite: trata-se de uma inflamação no intestino e estômago causada por alguma toxina presente nos alimentos. Geralmente é decorrente de uma infecção alimentar;

Colite: inflamação do intestino grosso e pode ser causada devida uma intoxicação alimentar;

Às vezes, a má digestão é desencadeada por hábitos inadequados, principalmente relacionados à dieta desequilibrada, rica em carboidratos e gorduras.

Confira alguns hábitos que devemos evitar para ter uma boa digestão sempre:

Comer antes de dormir - O problema não está em dormir. Na verdade o que pode desencadear a má digestão é a nossa postura ao dormir, pois quando nos deitamos nos colocamos em uma posição que facilita a falha do sistema de bloqueio entre esôfago e estômago, o que pode desencadear o refluxo gástrico.

Ficar muito tempo sem comer nada – Sempre que ficamos muito tempo sem comer nada nossa reação natural é compensar a falta na refeição seguinte. Como nosso estômago está um tempo sem refeição, a tendência é comermos mais e mais rápido, desrespeitando os processos de digestão que se iniciam na boca, com a mastigação e a saliva. Comendo rápido demais favorecemos a deglutição de ar, ou seja, comemos além do que podemos e engolimos ar, a combinação perfeita para a má digestão.

Mantendo hábitos alimentares saudáveis e evitando alguns hábitos comportamentais (comer rápido demais ou comer antes de dormir) é possível evitar a má digestão. Lembre-se: a má digestão pode ser um sintoma de uma doença mais grave. Por isso, se os sintomas persistirem, procure sempre um médico.

Da pra confiar na “tabelinha”? Consulte seu ginecologista e saiba mais sobre contracepção contínua

Parece assunto de adolescente, mas não é. Essa dúvida é de muitas mulheres em idade reprodutiva. Será que a tabelinha, o método contraceptivo considerado natural é, de fato, confiável? A resposta é não, por um simples motivo: o ciclo menstrual não é algo matemático, ou seja, pode sofrer variações, pois são seus hormônios atuando… Antes de qualquer conclusão, vamos saber um pouco mais sobre a famosa tabelinha.

A tabelinha é um método que leva em consideração o dia provável da ovulação (liberação do óvulo pelo ovário), ou seja, o período mais fértil da mulher. Isso porque, nestes dias, as chances de engravidar são muito maiores. O que não descarta a possibilidade da mulher engravidar nos demais períodos do seu mês.

Ou seja, respondendo às perguntas que os ginecologistas ouvem muitas vezes no consultório: a tabelinha pode sim funcionar, mas não é tão confiável quanto outros métodos contraceptivos, como a pílula, o DIU o a contracepção contínua.

Como é feita a tabelinha?

- A mulher conta os dias entre o seu primeiro dia de menstruação (início do ciclo) e o dia anterior ao início da menstruação seguinte (último dia do ciclo). O resultado é o número de dias do seu ciclo menstrual, que pode ser de 26, 28 ou 32 dias;

- Depois divide esse número por dois, pois o dia fértil ocorre normalmente na metade do ciclo. O dia fértil é o dia da ovulação. No caso da mulher que tem um ciclo de 28 dias, por exemplo, a ovulação ocorrerá no 14º;

- Além de fazer todas essas contas, é preciso evitar transar quatro dias antes e quatro depois do seu dia fértil, pois o espermatozoide pode sobreviver entre três e quatro dias.

Mesmo calculando a data da ovulação, ainda deve-se levar em conta a margem de segurança, ou seja, não transar cinco dias antes e cinco dias depois deste dia da provável ovulação, pois existe grande risco de gravidez. Ou seja, se a conta não é certeira, porque confiar neste método?

Conclusão: se você, mulher, não tem um ciclo menstrual regular, vai ser muito difícil controlar seus períodos férteis e usar apenas a tabelinha para evitar a gravidez. Dessa forma, esse método não é recomendado!

Além disso, a tabelinha não permite algo fundamental em todas as relações sexuais: a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), entre elas a aids e as hepatites B e C.

Portanto lembre-se, nada melhor do que a boa conversa com seu ginecologista. Ele pode receitar o melhor método anticoncepcional que se adeque à sua rotina, ao seu corpo e ao que você deseja.

Se você ainda não conhece, procure saber mais sobre a contracepção contínua. Por meio deste método, a mulher para de menstruar e isso traz uma série de benefícios.

Além de não sangrar mais (pois a ovulação não ocorre), a contracepção contínua livra a mulher dos sintomas da TPM, que são vários e podem variar em quantidade e intensidade de mulher para mulher. São eles: cólicas, depressão, ansiedade, tensão, nervosismo, choro fácil, sentimento de rejeição, raiva ou irritabilidade persistente, cansaço, fadiga fácil, distúrbios do sono, inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada, dor de cabeça, dores musculares, ganho de peso ou sensação de inchaço.

Cuide, preserve e harmonize a sua casa para ser mais feliz

O lugar onde moramos reflete nosso estado emocional. Seja própria, alugada ou emprestada, estamos sempre nos projetando na residência, colocando fotos, cores, lembretes. Arrumando-a de um jeito que é especial.

Conscientemente ou não, usamos nossos lares como aliados para a concretização dos nossos sonhos, das nossas verdades, da nossa vida. O fato é que quando mexemos na casa mexemos também em nós, como apontam especialistas.

Abrir as janelas da casa pode carregar um significado simbólico como “abrir as janelas da alma, como um agradecimento por respirar e existir”.  Já limpar a casa também pode significar reorganizar a vida, tirando os mofos e as sujeiras emocionais.

Trazer pessoas novas, objetos e flores, também pode significar abertura para o novo para o outro, para a capacidade de crescer e evoluir.

Por isso, todo cuidado é pouco com o lugar onde vivemos. Confira abaixo algumas dicas simples que o Viva Sem Menstruar preparou para colocar em prática em seu lar e deixá-lo mais harmonizado.

Jogue fora o que não serve mais - Nossa primeira preocupação deve ser deixar nossa casa livre de tralhas, ou seja, nos desapegar do passado e abrir espaço para o novo e para que o futuro se manifeste em nosso presente. Siga as regras do “destralhamento”, uma técnica simples e eficaz para deixar o ambiente mais clean. Escolha uma gaveta, uma área do guarda-roupas ou um quarto da casa. Pegue cada objeto daquela área e se pergunte: “eu uso isso?”. Se a resposta for “sim”, guarde de volta aquele objeto, mesmo que você use apenas no inverno ou nas férias.

Se a resposta for “não”, então faça uma segunda pergunta: “eu amo esse objeto?”. Caso sim, mantenha o objeto. Pode ser uma lembrança de alguém ou um momento querido, pode ser um objeto que tenha algum valor pessoal importante isso dá forças para nos lembrarmos de quem somos. Mas se a resposta a esta segunda pergunta também for “não”, seja impiedosa. Jogue fora, dê imediatamente para alguém que precise ou venda sem demora.

Não deixe que pensamentos do tipo “mas eu posso precisar um dia”, ou “mas eu já guardo isso há tanto tempo para o dia em que…” tomem a dianteira.

Incorpore lembranças afetivas na decoração - Busque colocar em sua casa o máximo de objetos que contem histórias importantes da sua vida. Fotos do seu casamento, dos seus filhos ainda bebês, fotos suas enquanto adolescente, presentes dados por pessoas queridas e assim por diante. Tire estes elementos do armário e das gavetas e coloque para o lado de fora, pois somente assim eles poderão lembrar quem você realmente é, e lhe ajudar a seguir seu caminho.

A casa repleta de boas energias - Experimente harmonizar as energias da sua residência. O ideal é contratar um especialista, mas você pode começar fazendo a limpeza sozinho.

Pegue um litro de álcool e coloque um pouco de ervas, como hortelã, lavanda e outras que você goste. Deixe ali por um dia e depois borrife pela casa.

Vale lembrar que o spray não deve ser aspergido na direção de móveis ou quadros, pois pode manchar os objetos. Para amenizar essa tendência, dilua um pouco da mistura em água, ou coloque na água que será usada para passar no chão. Isto deverá manter sua casa com um mínimo de equilíbrio, para que você possa seguir livre e feliz pela vida.

Pequenas porções podem ser mais prejudiciais do que as maiores. Confira dicas de como manter o peso em dia!

Dieta é sempre um assunto de sucesso aqui no Viva Sem Menstruar. Isso porque o que comemos pode influenciar no nosso bem estar, no humor e até evitar ou provocar várias doenças. Um estudo publicado no Journal of Consumer Research sugere que, ao contrário do que pensamos, pacotes de alimentos pequenos podem causar maior ingestão de calorias, o que invalidaria a justificativa de que lanches de 100 calorias são feitos para ajudar contra o sobrepeso e a obesidade.

Além disso, o estudo também mostrou que comer batatas fritas em pacotes pequenos pode fazer com que as pessoas comam exatamente o dobro do que se optassem por pacotes grandes.

Segundo a pesquisa, as pessoas que comem snacks embalados em pequenas quantidades não hesitam em abrir um novo pacote porque se convencem de que estão comendo menos do que realmente estão. Os autores afirmaram que a distribuição de pequenas porções de alimentos faz com que as pessoas se enganem e fiquem mais tranquilas sobre o consumo de calorias.

Algumas dicas importantes para se alimentar melhor e manter o peso em dia!

Ignore os doces: rabanadas e waffles podem ser deliciosas, mas esses doces podem conter mais calorias do que você precisa para o dia inteiro. Se você estiver com um grupo grande de pessoas, considere em ter apenas uma opção de doce na mesa. Desfrute do que é delicioso, mas sem exagero.

Afaste-se de sucos prontos: alguns sucos vendidos já prontos podem ter as vitaminas de um suco fresco, mas também contém outras substâncias menos benéficas que os sucos naturais. Evite esse tipo de bebida na refeição, opte por algo natural (não mais do que um copo) e não se esqueça de se hidratar com água durante o resto do dia.

Ovos com legumes: opte por um ovo mexido ou uma omelete carregada com legumes frescos.

Escolha carnes magras: no lugar de salsicha ou bacon, aprenda a escolher opções menos gordurosas. Presunto e salsicha de frango têm, muitas vezes, menos calorias e gorduras saturadas.

Mude seus costumes: Não tenha medo de substituir sua alimentação por algo mais saudável. Se você não estiver em casa, pode pedir meia porção ou não devorar o seu prato inteiro.

Exercite-se na parte da manhã: depois de uma noite de badalação no dia anterior, junte forças para ir à academia ou em uma aula de ioga. Você vai estar com fome na no meio da tarde, mas não é motivo para deixar o seu plano saudável de lado.

Fonte: com informações do portal Terra

HPV está em sete em cada dez casos de câncer de boca, faringe e laringe

Um estudo realizado pela Faculdade de Saúde Pública da USP mostra que 72% dos casos de câncer de cabeça e pescoço apresentam o vírus HPV, transmitido principalmente em relações sexuais desprotegidas.

Os especialistas alertam que a relação entre este vírus e os tumores nas línguas, garganta e faringe se dá por meio do sexo oral sem camisinha. A nova pesquisa, divulgada pela Agência FAPESP, foi feita com 1.475 pacientes brasileiros.

“Fizemos dois tipos de testes para verificar a prevalência da infecção pelo HPV entre os 1.475 pacientes: sorologia e análise de DNA”, afirmou Rossana Verónica Mendoza López, autora da análise.

Considerando os resultados apenas para o HPV do tipo 16 – o mais relacionado ao desenvolvimento de câncer de cabeça e pescoço entre os 200 tipos de vírus existentes –, a prevalência de casos positivos entre os pacientes do estudo foi de 72%. Nas avaliações mais antigas, feitas entre os anos 1998 e 2003, o índice encontrado foi de 55%, um aumento de 17 pontos porcentuais.

Menos letal – Ao analisar a sobrevida dos pacientes, os cientistas observaram que, entre aqueles que apresentaram resultado positivo para o HPV, a mortalidade foi 38% menor.

“Estudos internacionais têm mostrado que o HPV tem mais relação com tumores de orofaringe. Os resultados de nosso estudo sugerem, portanto, que os casos de câncer de cabeça e pescoço com presença de infecção por HPV apresentam maior sobrevida, ou seja, são de melhor prognóstico. Mas ainda não sabemos ao certo o motivo”, ressaltou López.

Segundo Victor Wünsch Filho, professor e orientador da pesquisa, o perfil demográfico e de hábitos de vida dos pacientes que apresentaram resultado positivo para o HPV 16 é uma possível explicação para o melhor prognóstico.

“Eles formam um grupo de pacientes mais jovens, com maior proporção de mulheres e menor proporção de fumantes. Esses dados merecem uma análise mais aprofundada”, disse Wünsch.

Segundo López, embora as evidências apontem que o HPV esteja se tornando uma causa mais comum de câncer de cabeça e pescoço, o consumo de tabaco e de álcool ainda responde pela maioria dos casos.

O que é o HPV e como se prevenir?

É a sigla em inglês para papiloma vírus humano. Os HPV são vírus da família Papilomaviridae, capazes de provocar lesões de pele ou mucosa. Na maior parte dos casos, as lesões têm crescimento limitado e habitualmente regridem espontaneamente.

A transmissão é por contato direto com a pele infectada. Os HPV genitais são transmitidos por meio das relações sexuais, podendo causar lesões na vagina, colo do útero, pênis e ânus. Também existem estudos que demonstram a presença rara dos vírus na pele, na laringe (cordas vocais) e no esôfago. Já as infecções subclínicas são encontradas no colo do útero. O desenvolvimento de qualquer tipo de lesão clínica ou subclínica em outras regiões do corpo é bastante raro.

O uso de preservativo (camisinha) diminui a possibilidade de transmissão na relação sexual (apesar de não evitá-la totalmente). Por isso, sua utilização é recomendada em qualquer tipo de relação sexual, mesmo naquela entre casais estáveis e no sexo oral.