Conheça as soluções para evitar a má digestão: na dúvida, pocure um gastroenterologista

Apesar de não considerada uma doença, a má digestão é um assunto bastante sério. O principal sintoma é quando nos sentimos “pesadas” ou inchadas, com desconforto abdominal e algumas vezes dores fortes no estômago.

Mas atenção! Nem sempre as dores indicam má digestão. Essa é a causa de muitos diagnósticos tardios que podem levar a problemas de saúde mais sérios. Portanto, quando a dor abdominal persistir, vale a pena procurar um médico para um exame mais detalhado. Somente ele terá condições de investigar se as dores podem ser sintomas de:

Gastrite: inflamação das mucosas que revestem as paredes do estômago;

Úlcera: ferida que pode aparecer em várias partes do organismo, inclusive no estômago;

Síndrome do Intestino Irritável: a “SIR” é um conjunto de manifestações gastrointestinais que não são associadas a qualquer causa bioquímica ou estrutural. Ainda hoje é uma doença de causa desconhecida;

Gastroenterite: trata-se de uma inflamação no intestino e estômago causada por alguma toxina presente nos alimentos. Geralmente é decorrente de uma infecção alimentar;

Colite: inflamação do intestino grosso e pode ser causada devida uma intoxicação alimentar;

Às vezes, a má digestão é desencadeada por hábitos inadequados, principalmente relacionados à dieta desequilibrada, rica em carboidratos e gorduras.

Confira alguns hábitos que devemos evitar para ter uma boa digestão sempre:

Comer antes de dormir - O problema não está em dormir. Na verdade o que pode desencadear a má digestão é a nossa postura ao dormir, pois quando nos deitamos nos colocamos em uma posição que facilita a falha do sistema de bloqueio entre esôfago e estômago, o que pode desencadear o refluxo gástrico.

Ficar muito tempo sem comer nada – Sempre que ficamos muito tempo sem comer nada nossa reação natural é compensar a falta na refeição seguinte. Como nosso estômago está um tempo sem refeição, a tendência é comermos mais e mais rápido, desrespeitando os processos de digestão que se iniciam na boca, com a mastigação e a saliva. Comendo rápido demais favorecemos a deglutição de ar, ou seja, comemos além do que podemos e engolimos ar, a combinação perfeita para a má digestão.

Mantendo hábitos alimentares saudáveis e evitando alguns hábitos comportamentais (comer rápido demais ou comer antes de dormir) é possível evitar a má digestão. Lembre-se: a má digestão pode ser um sintoma de uma doença mais grave. Por isso, se os sintomas persistirem, procure sempre um médico.